REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

sábado, 23 de março de 2013

ESÚ

Èsù é o mensageiro de Deus, fiscal da humanidade e do empenho de cada individuo! Èsù é representado pelo fogo, elemento que desempenha a função de vitalizador, propagador, mobilizador em constante movimento. Um Itan-Ifá conta que a Força dinamica e o Poder sobrenatural de Èsù foram recebidos diretamente de Ìyàmì-Osoronga, poderes estes simbolizados pelo EGAN um símbolo constituído exclusivamente com três penas chamadas Ekodide, penas vermelhas do rabo do papagaio ODÍDE. Por isso Èsù é chamado de Eleegan (Proprietário do Egan). Por isso vemos nos Festivais e saídas de Èsù, ele usando 03 Ekodidé, como símbolo do Poder sobrenatural, Poder Intelectual e Poder Vitalizador da matéria. Olodunmare quando concedeu o símbolo Ègan à Èsù foi para que ele caminhasse na frente de todos os Irunmole, e tivesse êxito nas entregas dos Ebò endereçados exclusivamente ao próprio Olorun.

A FUNÇÃO DE ÈSÙ (exu)

A ilusão nos causa impressão de que algo visto de perto pareça simétrico, e quando vistas à distancia terá um novo foco, assim vice e versa. Partindo deste princípio tudo depende do modo como se "olha", assim a justiça, ou a injustiça, o bem e o mau, diante disso é importante as pessoas terem em conta que muitas vezes aquilo que lhes faz bem hoje, com o tempo pode não ser, da mesma forma que aquilo que hoje é ruim, amanhã poderá ser muito bom.Para a cultura Yorùbá, Èsù é o justiceiro Divino, aquele que olha e participa de tudo, notificando à Olódùnmarè os anseios do homem e retorna trazendo de volta as varias formas de benefício, Àsé ou não. Tudo o que existe no mundo tem sua polaridade ou contra parte, e a função de Èsù é nos dá a pista de qual o caminho devemos tomar, ele traduz a linguagem densa de nossa crosta terrestre para chegar no divino, gerando caminhos (Odú), portanto ele é a primeira semente geradora. Quando você conversa com a natureza e isto lhe trás benefício é Èsù que traduziu o seu código mental para a energia pura, trazendo de volta em forma de prazer interior. Se o Ikin-Ifá é a mente, quando indicado no Oráculo, para cada iniciado será então plantado (assentado) um Èsù, pois ele é quem vai transformar os desejos interiores no seu mundo palpável, a mente é a razão, e Èsù o gerador, aquele que faz conceber, nascer, criar e tornar possível os frutos desta razão. Exclusivamente Esù é sempre assentado em uma pedra de Laterita chamada de Yangi, na qual os Babalawos invocam o espírito, e daí por diante você deverá criar uma afinidade de tal forma que tudo o que faça possa com ele dialogar, em todos os momentos, todos os dias e horas, se não fisicamente, mentalmente, deverá criar uma simbiose. Forças são energias vivas que não pode ficar parada, se você não tem este contato, com o tempo a força estagna, se dissipa, e aí você perderá novamente este elo, e só lhe restará mesmo uma mera pedra.


YANGI

(Pedra funtamental de Eshù)

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis