REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Galinha preta



a um preconceito que a galinha preta e que e boa pra fazer trabalho de quimbanda dentro da denominação espiritual não á nenhuma entidade que eu conheça que diga que a preta, branca, amarela, carijó etc. que uma dela e mais forte , e mais poderosa , do que a outra , em uma ninhada de ovo pra uma galinha choca o ovo , nasce pintinhos de todas as cores , considero preconceito pela má informação material.
No mundo espiritual tanto na umbanda como no candomblé como na quimbanda as cores só favorece pra quem eu vou servi o corte (animal) sabemos que o próprio exu nem faz muita questão de usar todo preto, sendo que a cor preta e representação que o próprio trabalho já esta anulado. Sendo que o exu ele nós enforma que a cor e uma vela preta só se usa em uma anulação negativa , existe uma qualidade de exu como o povo a encruzilhada que trabalha muito com a cor preto e vermelho , o povo do cemitério(calunga) com a cor preto e amarelo e o povo da igreja e do hospital (da 3° calunga) trabalha com a cor branca com preto , como a condição exu mirim trabalha com rosa e preto , azul e preto , como o povo do mar (calunga maior ) e azul médio e preto , automaticamente eles já faz o lado positivo, retirando corrigindo o lado negativo.
A cor preta não nos indica que um trabalho e melhor que o outro, e nem que o feitor e bravo, perigoso, etc.
A única coisa que ele indica e que ate o próprio feitor precisa de buscar um pouco mais de orientação pra poder saber como conduzir o trabalho.
As cores faz parte de qualquer trabalho mais tem que ser colocadas cada um em seu lugar para obter o melhor resultado.


Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis