REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Acarajé





Acarajé é uma comida ritual de vários orixás em específico ao Orixá Iansã, podendo ser servido ao Orixá Exu, Xango, Obá e outras divindades. Acara é o pão sagrado da cultura africana, servido aos fieis no sentido de confraternizar e celebrar a vida. Sempre sacralizado por um toque especial chamado Ylu Oya. Para o Povo do Santo é chamado de àkàrà que significa Pão de fogo, enquanto je possui o significado de comer. Foram reunidas as duas palavras numa só, acara-je, ou seja, “comer Pão de fogo”. Devido ao modo de preparo, o prato recebeu esse nome. Mesmo ao ser vendido num contexto profano, o acarajé ainda é considerado, pelas baianas de acarajé como uma comida sagrada. Por isso, a sua receita, embora não seja secreta, não pode ser modificada e deve ser preparada apenas pelo Povo de Santo, mesmo que não seja iniciado. O acarajé é feito com feijão fradinho, que deve ser quebrado em um moinho em pedaços grandes e colocado de molho na água para soltar a casca. Após retirar toda a casca, passar novamente no moinho, desta vez deverá ficar uma massa bem fina. A essa massa acrescenta-se cebola ralada e um pouco de sal. O segredo para o acarajé ficar macio é o tempo que se bate a massa. Quando a massa está no ponto, fica com a aparência de clara de ovo em neve. Para fritar, use uma panela funda com bastante azeite-de-dendê. Normalmente usam-se duas colheres para fritar, uma colher para pegar a massa e uma colher de pau para moldar em forma arredondada. O azeite deve estar bem quente antes de colocar o primeiro acarajé para fritar. Os três primeiro acarajés sempre é oferecido a Exu pela primazia que tem no candomblé. Os seguintes são fritos normalmente e ofertados aos orixás para os quais estão sendo feitos e distribuídos com os demais. O acará Oferecido ao orixá Iansã diante do seu assentamento é feito num tamanho de um prato de sobremesa na forma arredondada e ornado com nove ou sete camarões defumados, confirmando sua ligação com os odu odi e ossá , cercado de nove pequenos acarás, simbolizando "mensan orum" nove Planetas. O acará de xango tem uma forma Ovalar imitando o cágado que é seu animal preferido e cercado com seis ou doze pequenos acarás de igual formato, confirmando sua ligação com os odu Obará e êjilaxeborá.

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis