REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

domingo, 28 de maio de 2017

Vodún Agué









A imagem pode conter: árvore, planta, grama, atividades ao ar livre e natureza







Vodún Agué é uma divindade que manipula o poder contido nas folhas, raízes , a vida e energia submetido em um atinça (arvore) que não é somente sua origem e base cósmica de seus ritos. 
Não há como iniciar ou vincular ninguém com o passado, presente e futuro sem este Vodún que é diferente de Ossáyín que mas seria a energia contida nas folhas, como uma alma de energia que toda a folha possui.
logo temos cultos de ossanhístas ( que seriam os estudiosos a mercê de folha, ciência e ritual ) que não se aplica muito ao nosso conhecimento realizado dentro do candomblé.
Seria que mais profundo e totalmente coligado a folha ( Ewê).
Agué em sí é um Vodún guardião de vida, existência, passagem e morte também vinculado ao culto de Axexê ( dialeto yorubano ) no Fongbé ( Zéhén ) que seria este processo de finalização de uma vida e direcionando o finado a outra vida.
estando este santo presente ou invocado como foi desde o começo para a iniciação conduz com os demais que pertence há tais finalidades de deportar o que desde mundo partiu para uma nova vida.
Agué também é um caçador de feitiço, Egún ou qualquer que seja a negatividade mesmo que seja dos indivíduos que ali se encontram presente em ritual ( afinal cada um sabe o que sente e o que pensa ) dai nos toques de candomblé djeje entra uma cerimonia chamada Dorosãn cujo nada mais é que louvar os 3 primeiros santos que estão na ordem do Sirê que no caso é Vodún Légbá ( cujo djeje não se louva em sua sala em ritual e sim interno) T´ogún, Otolú e ai sim ao espalhar as folhas se finaliza cantando para Agué aonde ali representa o termino deste carrego, e como se no astral da se a licença para que os vodúns pisassem na terra!
Esta imagem mostra uma forte representação de Agué, Aquele que esteve em guerra, que guardou reino com seus seguidores cujo são presentes, trazendo espingarda mesmo ( representação ) e nada se sem haver com Arony ou o culto Yorubano mesmo que os nagôs tenham cultuamento e reverencia prestada e ritualística para esse Vodún dentro de seus ilês.
Sem ele não Vincula-se a Vodún, não nasce Orixá e etc....
Este foi o oraculo necromante do Vodun Sogboadãn no templo de Sogbojí ou Sogbojô em Alladhá ( templo de Vodún Sogboadãn ) em minhas leituras vejo notoriamente Agué invocando o espíritos dos Vodúns sobre as arvores ( Atinças ) apos muitos terem morrido na guerra e por isso continuar existindo através dos séculos vivos.
Não é atoa que o djeje tem como diretamente seu assentamento as arvores e não os '' caqueiros '' pratica de modulo nagô atribuída hoje ao culto para louvar seus ancestrais.

A todos espero ter passado um pouco de meus estudos mesmo que haja a divergência dos mitos este seria o minimo postado de um Vodún tão grande!
minhas reverencias ao Vodún necromante das folhas! 

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis