quarta-feira, 4 de julho de 2018

O VERDADEIRO SACERDOTE

https://scontent.fclv1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/36533481_1976607939040796_3550619519091212288_n.jpg?_nc_cat=0&oh=9e2731a1f0ac30c2ce6d6a2b43c00556&oe=5BA24725


" Ser um sacerdote de verdade, não é ser um papagaio que apenas repete palavras e gestos, como uma coreografia para seduzir a platéia,
ou leva meia dúzias de galinhas na cabeça, folhas e coisa que seu dinheiro pode pagar, para receber tal título.


Ser um Sacerdote de verdade é antes de tudo, ser um Exemplo, de atos, ações, comportamento e palavras.
Ser um sacerdote de verdade, é antes de tudo ser amigo e não um oponente, é levar esperança e não fofocas, intrigas, imposições, confusão, intimidações e medos.

Um sacerdote de verdade, jamais atira pedras, ele retira as pedras.

Ser um sacerdote e verdade, é ter caráter ! antes de tudo, e ter ética.
Aquele que nada disso tem, não passa meramente de um personagem, e que com certeza, um dia prestará conta sobre seus atos e sobre se vestir de ovelha em pelo de lobo. Sucumbirá diante da sua própria ilusão.

(Um Bom Sacerdote não é o que tem casa cheia, e sim o que tem o coração cheio de pureza, verdade e exemplo.
Casa cheia, qualquer um que tenha recursos pode ter, pois o ser humano é assim: Vai pelo que vê e não pelo que é!.)

Infelizmente as religiões estão todas elas, cheias de falsos sacerdotes por essência, e repleta dos que se valem de Títulos e não de Reconhecimento, o que é bem diferente.

Reconhecimento, não se recebe pelo título e sim pelos atos, por tanto fica a minha humilde dica:
Aos que pensam que ser Sacerdote, seja de Candomblé, Umbanda, Ifá, Padre, Budista etc...., seja o simples fato de receber um título dado pelo Homem. Isso não dará nenhum reconhecimento, se a conduta não corresponder as atribuições que o Cargo exigem.
Sacerdote que: Fala mal, cria intrigas, não tem ética, rouba filhos e clientes dos outros, usa seu cargo para tirar benefícios próprios indiscriminadamente, dentre outras coisas mais....
Pra mim não tem reconhecimento, e ponto.

Falo por mim: Reconheço todo aquele que em seu sacerdócio, seja de bom caráter e bom coração, aos demais não tem qualquer reconhecimento de minha parte, pode ser o maior Pop Star da religião, será para os demais, para mim Jamais! Vejo atos e não nomes e estrelismo, a religião pra mim é baseada no caráter e na humildade.

Meus respeitos a todos verdadeiros sacerdotes, que se enquadrem no que expus, suas bençãos e minha benção e aos demais, meu silêncio e lamento por mesmo sendo sacerdotes, não fazerem por sí mesmos em se tornarem seres humanos melhores.