REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

segunda-feira, 27 de maio de 2013

A força da oração: aprenda a agradecer

Todas as religiões empregam palavras especiais em suas cerimônias religiosas. O cristianismo "por exemplo", usa as rezas e orações. O Candomblé usa os Oríkì's (evocações e saudações) e as Àdúrà's (rezas ou orações).
Orar é comunicar-se com Olórum – Deus. A oração nos desliga do material e nos liga ao espiritual. Esta ligação com o divino nos faz experimentar da força daquilo que é considerado "irracional" que não pode ser visto e nem provado. Este poder só pode ser provado pela força da "fé" (certeza das coisas que não se vê) e pelo poder da oração ou com a comunicação com Deus.
As orações podem ser de súplica, pedido, louvor, alegria e agradecimento. O agradecimento é uma das orações mais importantes, pois ela demonstra a nossa humildade e reconhecimento com resposta obtida pela oração.
A oração também pode ser feita de forma espontânea, sem palavras ou momentos especiais. O poder da oração é baseado em quem escuta nossa oração e a ela responde mediante a fé de cada um em: Deus, Divindade, Santo ou Orixá.
Dizia um santo, que se repetíssemos a frase abaixo inúmeras vezes, por dia, poderíamos nos proteger de qualquer investida dos nossos adversários sobre nós e sobre quem amamos.
"O amor que Deus tem por nós é maior do que a maldade dos nossos adversários!".
Oração a Oxalá:
Grande Orixá, neste dia te peço força e sabedoria.
Faça-me olhar o mundo com olhos de amor; ser paciente, compreensivo e prudente.
Senhor da pureza cerra meus ouvidos para a calúnia e guarda minha língua da maldade.
Que eu seja alegre, pratique a bondade e que todos quantos se achegarem a mim, sintam a tua presença e a tua paz.
E se e bàbá: Epà bàbá Òrìsànlá"
Axé!

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis