REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

idé- agolas de braço





Os aros de metal dourado, prateado, de cobre ou de barro são muito usados nas religiões afro e também são insígnias. Significam jóias. Representam a riqueza, a realeza, a beleza ligada aos orixás.

Representam a aliança inquebrável do homem com os orixás. São o elo entre o material e o espiritual. Por isso os yawôs e neófitos em várias nações as usam em seus braços representando a energia do seu orixá e de seu odu, e que são as “noivas do orixá” e estão consagrados à eles.

Representam o círculo perfeito, que flui eternamente em todas as forças da natureza.

Idé foi um dos filhos de Oxum e o mais amado, e com ela juntamente com Ogum Waris, tem o segredo da forja dos idés, das jóias dos Orixás.

Existem os idés de braço, os idés de igbá e também se usa o idé de pescoço.


A cor do idé varia conforme a cor do metal utilizado e da preferência do Orixá da pessoa.

Os de braço são aqueles maiores usados como pulseiras e podem ser de vários materiais além do ferro, variando de nação para nação e de axé para axé: de ouro, prata, cobre, chumbo, marfim, madrepérola, coral, de cristal, de barro entre outros. E estes também podem ser colocados nos igbás em alguns casos.

Os de igbás são menores, e costumam ser apenas de ouro, prata, cobre, chumbo, e barro.

Os idés de pescoço são grandes, curvados nas extremidades e usados como indumentária de orixá na maioria das vezes por pessoas graduadas hierarquicamente, ou orixás ligados à riqueza, à prosperidade e à beleza. Mas seu uso também é variável e algumas nações o yawô já sai com esse idé na sua primeira saída.

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis