REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

sábado, 30 de novembro de 2013

IORÒSÚN







IORÒSÚN Imaginação, choro, dificuldade na vida, peregri-
(ou IRÒSUN) nação, prevenção, cautela, futuro brilhante.

Responde com 4 (quatro) búzios abertos.
Corresponde ao 5 na ordem de chegada do sistema IFÁ, onde é
conhecido pelo mesmo nome. IRÒSÚN designa uma tintura vegetal
vermelha sangue é utilizado ritualística e medicinalmente.
Corresponde, na geomancia européia, à figura denominada “FORTUNA
MINOR”.
IRÒSÚN MEJI é um ODÚ composto pelos elementos fogo sobre
terra, com predominância do primeiro, o que indica escassez,
parcimônia, insuficiência de recursos para que a meta seja atingida em
toda plenitude.
Corresponde ao ponto cardeal “Este-Nordeste”, à carta do
Tarot (a “IMPERATRIZ”) e sua valor numérico é o 4. Suas cores são o
vermelho e o laranja, sendo um ODÚ masculino, representado,
esotericamente, por uma espiral, ou por dos círculos concêntricos,
representação de um “DO” (buraco ou cavidade).
IRÒSÚN MEJI é muito forte e temido. Expressa a idéia de
maldade, miséria e sangue. Foi esse ODÚ quem criou as catacumbas e
as sepulturas.
Sempre que surgir numa consulta deve-se imediatamente
passar pó de EFUN nas pálpebras, por três vezes, para neutralizar, os
malefícios dar cor vermelha. Através da proteção da cor branca (Efun).
IRÒSÚN MEJI rege todos os buracos de terra, comanda também
todos os metais vermelho, como o cobre, o bronze, o ouro, etc...
Prenuncia acidentes, miséria, fraudes, sofrimento, ambição e
impetuosidade. Os filhos deste ODÚ são predestinados a adquirirem
conhecimentos dentro de Ifá, para não perecerem precocemente. São
pessoas animadas, exaltadas, realizadoras. São orgulhosas, muito
agressivas e que se deixam dominar pelo cólera com qualidade.
IRÒSÚN é um ODÚ de prenúncios medianos, que fala do bem e do
mal com a mesma intensidade.
- PELA AMARRAÇÃO DE IGBÔ:
Quando em IRÊ (Positivo), IORÒSÚN pode indicar: vitória pelo esforço
despendido, conformação, trabalho que surge, peregrinação religiosa,
conquista de bens de pouco valor, mas que trarão satisfação, sorte em
jogos.
Quando em OSOGBÔ (negativo), este ODÚ indica: Ofensas, perigo de
acidentes, derramamento de sangue, homem que deve ser evitado,mulher perigosa e faladeira, notícias ruins, doença em casa ou na
família, miséria, recursos insuficientes.
Neste ODÚ falam as seguintes divindades:
Orisás Nagô: OYÁ, OSÓSI, OBALUAYÊ, OSAÝN, YEMONJÁ, SANGÔ e EGUN.
VODÚNS Jêje: NÃ, LISÁ, HEVIOSO, DÃ, YALODÊ E TOVODÚN.
Interdições de IRÒSÚN: o uso de roupas e objetos vermelhos, as frutas e
cereais de casca vermelha, vetado o relacionamento com filhos de
OMOLÚ ou SANGÔ. Terminantemente proibido o porte de punhais e/ou
facas. Saltar sobre valas, buracos ou fossas, caminhar nos locais onde
existam mangues. Caso isto seja inevitável, fazer a limpeza de corpo
com ovos e velas.
- Interpretação pelo SISTEMA DOS QUATRO PONTOS CARDEAIS:
Devido o fato de OYÁ ter sido vítima de muitas calúnias e
injustiças, ocasionadas por EGUNGUN, e, sendo este ODÚ, um dos signos de
OYÁ, as pessoas regidas por este ODÚ, tendem a sofrer todos esse tipos
de problemas (calúnias e injustiças). Contudo, SANGÔ, nesta caída,
responde com certa decisão e justiça, enquanto que OSÀLÁ, por sua vez,
também promete dar um pouco de alívio e proteção.
Em razão do Karma imposto por esse ODÚ, em sua fase negativa,
traz influências desagradáveis e causa, principalmente, ao seu
consulente ou a quem é regido por ele, um círculo de falsos amigos.
Este ODÚ tem grandes poderes de sabedoria, em sua fase
positiva. Propicia alívio a doenças e caminhos fechados, porém nem
todos os problemas poderão ser totalmente resolvidos, mas, pelo
menos, aliviados.
Quando se posiciona à esquerda, indica grandes desgraças,
ciladas, roubos, indecisões, calúnias, traições de pessoas amigas,
acidentes, muitas tristezas, paixões violentas, muita falsidade, até
mesmo dentro de casa e no trabalho, além de perigo de morte
repentina.
Já quando sai a direita, é indicação de que haverá resolução dos
problemas, por pior que sejam.
Negativo: Influências nefastas causando um círculo de falsos amigos,
desgraças, ciladas, roubos, muita confusão, indecisão,
falsidade (até dentro de casa), também perigo de morte.
OBS .: Este ODÚ, deverá ser encaminhado, sempre que sair na 1ª, 2ª e 3ª
caídas (bastando, desse modo, apenas uma caída para feitura de ebó).
Agrado mensal, recomendável para os regidos por este signo: 4 acaçás,
4 moedas, 4 velas, 4 bolos de farinha, 4 ovos. Ao entregar, mencionar,
tão somente, o nome do ODÚ. Caráter dos regidos por IRÒSÚN: audacioso, decidido, colérico,
autoritário. As pessoas deste ODÚ costumam apresentar olhos vermelhos
e lacrimejantes.
Órgãos em que atua: coração, artérias, coordenação motora, visão.
Doenças: Cardíacas, inflamações das vistas, cerebrais, intestinais,
problemas em geral, e da coluna vertebral e circulatórios.
A ligação do ORISÁ OSÚN é devida à relação com o sangue
menstrual (símbolo da fertilidade feminina), representado pelo EKODIDÊ.
As pessoas sob o signo deste ODÚ devem sempre cuidar de ÈSÚ e de
OSÚN.
Recomenda-se usar um cristal de citrina como catalisador
energético. Defuma-se com alecrim, pó de café e sementes de girassol.
Banhar-se com flor de laranjeira e alecrim.
OBS. : O elemento principal do ebó de IORÒSÚN é um corda de sisal, de
tamanho equivalente a quatro palmos da mão esquerda do consulente.

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis