REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

segunda-feira, 2 de março de 2015

O QUE É O AJEUM?









A palavra ajeum (ajeun) é a contração das palavras awa 
(nós) e jeun ou jé (comer), transformada poeticamente, em 
"comer juntos", uma refeição grupal, comunal. 
O horário do ajeum, no Africanismo, é um momento solene,
em que ocorre a reunião da comunidade em torno de um
alimento comum. É um momento de confraternização,
encontros e reencontros, do qual participam até mesmo os visitantes da Casa. Um momento de equiparação, quando o alimento é dividido para produzir uma Comunhão.
As comidas servidas aos integrantes e amigos da Casa
podem ser feitas por qualquer pessoa que saiba cozinhar, diferentemente do que ocorre, na confecção da comida das divindades.
É norma do Africanismo, oferecer comida uns aos outros,
com formas distintas de ofertar e agradecer.
Também no horário das refeições existe uma hierarquia.
O Sacerdote/Sacerdotisa, tem seu lugar resguardado
à cabeceira da mesa e só participam de sua mesa, aqueles
por ele(a) convidados, iniciados ou não.
Os yawôs que estiverem de preceito, comerão sentados em
suas esteiras, em locais mais resguardados.
Os demais, sentam-se em seus respectivos banquinhos.
O termo ajeum é muito abrangente, não se refere somente
à comida destinada aos homens, porque também é
denominativa da comida destinada aos Orixás.
Para o seu preparo, porém, são exigidos alguns preceitos,
tanto na montagem, como na entrega.
Muitas vezes, o homem compartilha com o Orixá o mesmo
alimento que lhe é ofertado.
Este momento, provoca a distribuição e a movimentação do
Axé da Casa, fortalecendo e trazendo um maior
entrosamento das forças divinas, com o homem.
O alimento faz o ser humano mais feliz e proporciona
um melhor equilíbrio e harmonia na comunidade!

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis