REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

domingo, 12 de abril de 2015

REZA DE OYEKUIWORI








Oyekuiwori adifafun okini. Elegbara owo, kafarefun Oxun, lodafun Orunmilá.
Oyekuiwori, também chamado Oyekupití, é o segundo Amolú de Oyeku Meji,
resultado da interação de Oyeku com Iwori Meji.
É um Odu que, mesmo prenunciando um osogbo, depois de 21 dias virá em ire.
É destrutivo para as crianças pequenas, por isto, quando surge para uma mulher
grávida, não se faz ebó pois pode provocar aborto.
É o signo do espiritismo.
Quando surge numa consulta para mulher indica que ela tem que receber akofá
imediatamente. Se surge para um homem, ele tem que fazer Ifá.
Por este signo, antes de fazer ebó, a pessoa tem que banhar-se com omieró de abá
(Spendias menbin. Gris.) e fiapaba (Ficus membranacea. C. Wright.).
As pessoas deste signo costumam ser mal agradecidas e, por mais que se lhes faça,
nunca estão satisfeitas.
Não conseguem tomar assento em suas próprias casas.
Fazem das noites dias e dos dias noites.
Aqui nasceu a instituição da família.
Os cabelos nasceram neste Odu quando, à cabeça, faltavam três coisas: os olhos, as
orelhas e os cabelos.
Deu surgimento ao carvalho e à coruja.
Denuncia falta de respeito aos mais velhos gerado na sua intransigência.
Quando surge este Odu na consulta de uma mulher grávida não se pode fazer
nenhum tipo de ebó pois isto fará com que aborte.
É um Odu de destruição para as crianças.
Faltam sempre três coisas para que a pessoa se considere feliz.
É caminho de Oxun e de Xangô.

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis