REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

quinta-feira, 23 de julho de 2015

UMBANDA




A umbanda é uma religião fundamentada no culto aos orixás africanos, agora renovados com novas feições divinas e humanas, aberto a todos, pois antes esses orixás eram cultuados de forma fechada e só os iniciados podiam cultuá-los e reverenciá-los. Baseia- se no culto ás divindades e trabalhos espirituais, sem deixar de cultuar a Deus que para os umbandistas é o princípio de todas as coisas.




Toda religião tem na sua teologia os conhecimentos superiores que a define, que a amolda e a caracteriza, individualizando-a entre tantas outras religiões. A umbanda reúne num mesmo espaço ( a tenda ) o culto ás divindades naturais regentes do planeta ( os orixás ) e as práticas religiosas realizadas pelos espíritos que incorporam nos médiuns e dão consultas, orientações,esclarecem, cortam magias negras, afastam obsessores, desenvolvem a mediunidade de pessoas possuidoras desse dom, falam em nome dos orixás, são manifestadores de mistérios e dons, etc. Os guias da umbanda sagrada são espíritos altamente preparados para assumir a guarda de seus médiuns, assim como trazem ordem de trabalhos espirituais e magísticos, concedida pelos orixás regentes das 7 linhas de umbanda.

Nem todos os guias de Umbanda são "guias de lei" (espíritos já assentados á direita ou á esquerda dos senhores orixás), mas os que ainda não alcançaram o grau de guias de lei e incorporam usando nomes simbólico que o distingui e o individualiza, pois é o chefe de toda uma corrente espiritual ou linha de trabalho. Um guia e lei de umbanda é um atrator natural natural de espíritos e tanto os acolhe em sua linha de trabalho quanto os doutrina e os assenta, dando lhe condições para iniciarem um trabalho junto a seus afins encarnados.
Os fundamentos da umbanda são: *Aceleração da evolução do ser por meio de ensinamentos doutrinário mediúnicos,religiosos e espiritualistas: *Auxílio religioso e magístico; *Culto aos sagrados orixás; *Integração do ser ás hierarquias divinas; *Esgotamento e transmutação do carma do ser
Como religião,a Umbanda oferece a seus fiéis tudo o que as outras oferecem e até um pouco mais. Como via evolutiva, reconduz ás hierarquias naturais regidas pelos orixás os seus filhos naturais que foram afastados dos seus domínios, pois foram conduzidos para o estágio humano da evolução. O ser humano é, por natureza, um ser religioso que, na ausência de uma religião, tende a sentir-se vazio, desmotivado e fragilizado e, por isso, muitas vezes, se entrega a vícios que o depreciam. A religiosidade refreia os instintos e desperta nas pessoas a reflexão, pois as induz a pensar nas consequências de seus atos antes de cometê-los. Com isso, o comportamento tempestuoso e instintivo é refreado e a razão se impõe sobre a emoção. Religiosidade significa a vivenciação dos princípios divinos que regem a criação desde que Deus deu origem a tudo.


A verdadeira religiosidade é o cultivo da fé em Deus, amor á sua criação divina, respeito com as criaturas e um sentimento de fraternidade com seus semelhantes, não importa a raça, a cor ou a religião que seguem. Religiosidade é a vivenciação equilibrada de todos os momentos de nossa vida. Religião é a viga mestra de toda uma estrutura destinada a direcionar os seres e congregá-los em torno de uma divindade acolhedora, amantíssima e irradiadora das qualidades de Deus pai, tem o poder de redimir os seres que se conduzirem segundo sua pregação, porque esse é o objetivo do divino criador, que dá sustentação a todos, por meio de suas divindades humanizadas.

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis