REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

segunda-feira, 29 de maio de 2017

AYRÁ IGBONÃ

Nenhum texto alternativo automático disponível.


IGBONÃ É um título de Airá que significa "febre", faz referência a esse Orisá ser ligado ao Fogo.

Se conta que Ayra Igbonã servia Ilê Oyó, era o protetor dos Alafin.
O Alafin de Oyó era o primogênito de Oranian, Dadá Ajaká.
Sango então em um golpe de estado, destrona Dadá e o exila nas terras de Igboho.
O controle de Oyó pertencia a quem possuía a coroa da cidade,e então Sango pede a Oyá que esconda a coroa de Oyó no mundo dos Eguns.




Ayrá tinha ciência que Sango não era o Rei, era um usurpador, e por isso manteve sua lealdade a Dadá.

Dadá solicita a Ayra Igbònà que adentre o mundo dos Eguns e resgate a Coroa de que Sango havia roubado.

Ayrá Igbònà então consulta Orunmilá, que o orienta a encontrar um Èdún Ará (Pedra de Raio) e leva-la sob a sua linguá e sobre uma folha chamada Ewè Inòn, acomodar uma panela de Fogo também conhecida como Ajèrè Inòn, onde deveria conter a palha do ikín embebida de epô pupá e lascas de Mogno Africano também embebidos do mesmo azeite de dendê, no momento em que adentrasse o Reino dos Mortos, Ayrá deveria sacar do seus bolsos o àsé chamado "Agùnsó", que são pequenas bolas de fogo que nada mais eram do que a planta Luffa acutangula (similar a esponja vegetal) embebidas de epò pupá (Azeite de Dendê), neste processo Ayrá as engolia, o que lhe facultava o poder de visão e o fez enxergar e encontrar a coroa de Oyó, o Adè Baiyaní !

Na festividade "Fogueira de Ayrá", ele então coloca o Ade Baiyaní em seu ori e leva até Dadá Ajáká, entregando-o, ele põe na cabeça e não suporta tamanho peso, que sub entendemos seria o peso da responsabilidade simbolicamente falado e de pronto devolve a Ayrá Igbònà, que imediatamente coloca em seu Ori de volta, passando a partir daquele momento ser aclamado Rei de Kòsò pelos súditos de Dadá que o nomeiam AYRÁ IGBONÃ OLUKOSO!

Ayrá Igbonã também é conhecido por provocar incêndios nas matas fechadas, todo fogo sem causa revela a presença deste Orisa.

Este Ayrá se veste de múltiplas cores (o único Ayra branco é Intile, pois os demais usam cores), usa a machado de uma só lâmina, o Sére e principalmente o Ajerê de Fogo!

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis