REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Entendendo Mais Sobre Bara Esu: (Exú Orixá)


Entendendo mais sobre Bara Esu (Exú Orixá) um pouco mais a fundo dentro do contexto do culto aos Orixás (Nigéria, Africa), eu trago uma breve explicação sobre realmente quem é Bara (Elegbará “aquele que habita o corpo”).

Pedimos Ago/licença para citar o seu Orisirisi/Contos onde se fala de seus dezesseis maiores atributos, sobretudo ligados ao Culto de Ifá. E que são tão deixado de lado até pelos seus Eleèsú – Sacerdote de Exú. Os antigos Africanos nos transmitem que os assentamentos de Èsú na África seriam feito em pedras ( okutá ) chamadas de Yanjí, as quais seriam o próprio Exú, segundo ainda conta que Exú chegou a ser Rei de Ketu, bem como, seria ele filho de Orunmila e Oxum.


Sua ferramenta em especial serve para transporta-lo a qualquer lugar e em qualquer situação. Este orisa é o senhor do poder de tudo aquilo que tem quentura na face da terra, como ( o fogo – iná ), sangue vermelho ( ejé pupa ), pimenta da costa ( ataare ), bebidas ( oti ), azeite de dendê ( epó pùpá ).

Ainda em outras lendas e/ou passagens deste Orisa diz ele ter 21 Èsé. Èsú em África não bebe cachaça e sim diversas outras bebidas como gim, vinho branco no novo mundo, sua bebida natural é o emú ( vinho de palmas ). Seu ritual principal é o Ipade ( ato de reunião e apaziguar ), no entanto, sua predileção é o azeite de dendê que é revitalizante e energético, nunca esqueça de agradar este orisa, pois assim o fazendo sempre irá proporcionar felicidade, alegrias e fartura tanto para a pessoa que faz seu culto, bem como, para sua comunidade. Aqui contamos seus dezesseis “ÈSÉ”, os quais todos ligados a Ifá, a seus 16 Odú, dentre os fundamentos dos Iton Ifá “ Contos de Ifá” de Ilè Ifé.

Èshù para uns, é um Orisa como todos outros, mas que raramente se tem notícia que uma casa de santo tenha recolhido um filho deste orisa, e na maioria das vezes que a pessoa é deste orisa, o babalorisa na hora da feitura o consagram para o orisa Ogun. Ao contrário do que é feito em África, que as pessoas consagradas a Èsú ficavam orgulhosas disso. No Brasil em virtude do sincretismo que fizeram a Èsú e/ou diabo, preferem serem mencionadas como de Ogun, para não serem discriminadas.

Èsú Yangí, segundo a historia Atòrun dòrun Èsú, delega a divida: o que foi projetada pôr ele será restituído através dos ebo efetuados pôr todos os elementos procriados. Esse mecanismo, que consiste em transferir a um outro a restituição do ase absorvido, é fundamental para a compreensão dos rituais de oferenda e da dinâmica do sistema. A oferenda é que permite manter a integridade de cada indivíduo; controlada pôr ÈsúElebo, ela permite ao Èsú acompanhante exercer sua função de principio dinâmico, desenvolver e expandir a existência de cada pessoa.

Assim com o devido respeito saudará ao IMOLE Èsú.

Mo ju iba, Èsú Oba Baba awón Èsú Iba se, o
Saudações, Èsú Senhor e Pai de todos os Èsú
Que esta homenagem se cumpra

SAUDAÇÃO À BARA EXÚ: Yoruba + Tradução



Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis