REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

quarta-feira, 20 de abril de 2016

OBARAFUN REZA DE OBARAFUN


Obarafun iki Awo Inle adó irere, Awo ibá asesi adabá, Awo bó eté etá obinin xawo ibá
iro adifafun Olofin luba omó ada ibi abeboadie meji elebó.
Este Odu é filho de Obara e Ofun.
Neste caminho o Awo sempre terá o que fazer.
Não se responsabiliza por pessoas doentes, mas tem que fazer os ebós que forem
determinados.
Aqui fala Ogun, o porteiro de Aganjú que teve os pés decepados.
Fala de indigestões. A pessoa não pode deitar-se logo que terminar uma refeição.
Fala de um filho que saiu de casa por causa de um irmão. O que se foi; será mais
tarde o arrimo dos pais, o que ficou só lhes trará problemas e aborrecimentos.
A terra treme por maldição de Obatalá.
Aqui nasceu a tremedeira e o descontrole nervoso nos seres humanos.
Xangô está bravo com a pessoa que se consulta.
Aqui nasce o fundamento pelo qual Obatalá não pode comer sal.
A pessoa não pode discutir por dinheiro. Quando se descontrola põe sangue pela
boca.
Tem que cuidar muito da porta de sua casa.
Orunmilá manda a pessoa procurar um médico.
Fala de nervosismo e intranqüilidade. Tremores produzidos por Obatalá.
Fala de danos causados pela ingestão de alimentos.
Olofin e Orunmilá orientam para que a pessoa tenha cuidado com o que come e onde
come, para não ser envenenada ou enfeitiçada por seus inimigos.
A pessoa deste signo não pode comer inhame nem farinha.
É um Odu de suplantação.

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis