REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Xangô Rouba A Mulher De Ogum Yansã


O iton conta a história que o Orixá Xangô rouba a mulher de Ogum (Iansã), Xangô um dia cansou-se da monotonia da corte e partiu em busca de novas aventuras.
Chegou a cidade de Iré, onde morava o Orixá Ogum, nobre guerreiro, senhor da forja, Ogum vivia com iansã, senhora dos ventos e das tempestades.

O grandioso Orixá Xangô apreciava ver o trabalho de Ogum na forja e sempre arriscava olhar para a mulher, driblando a vigilância do ferreiro.

Oyá (Iansã) por sua vez encantava-se com o porte e a nobreza de Xangô. Um dia, fugiram e chegaram a cidade de Oió.

Lá reinava o meio-irmão de Xangô, Dadá Ajaká.
Dadá deixou que Xangô o ajudasse no comando do reino.

Nas terras de Oió, Xangô fundou Cosso, seu reino próprio, sendo chamado Obá kossô, rei de Cossô.
Assim, 0 reino de Dadá expandiu-se por força de Xangô.

Um dia Xangô destronou seu irmão.
Tornou-se o senhor absoluto e o povo aclamava:


"Kabiyesi Xangô, Alafin Oió Alayeluwa!
"Viva Sua Majestade Xangô, dono do palácio de Oió e Senhor da Terra”
Xangô ergueu seu palácio com esplendor, teve mulheres e muitos filhos.
Sempre acompanhado de iansã.
Entre as mulheres que se relacionou com Xangô, Oxum foi a segunda mulher, seguida de Obá. 

O seu dia da semana é quarta-feira, suas contas (guias, colares) são o branco e vermelho, é o patrono da Nação do Candomblé Oponfonjá, sua comida (oferenda) é o Amalá.

Roda Do Orixá Xangô Completa


Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis