quinta-feira, 14 de julho de 2016

Dia dos cablocos, 2 de julho.


2 de julho dia da independencia da Bahia e dia dos caboclos. Na Bahia, se algo vai mal, o conselho que se dá, quando parece não haver outra solução, é “chorar no pé do caboclo”.

Tal expressão de uso corrente no jargão popular baiano é uma referência às preces, pedidos e promessas que são feitos na base do monumento do Campo Grande ou deixados na forma de cartas e bilhetes aos pés das imagens do caboclo e da cabocla nos carros emblemáticos do desfile do 2 de julho.

Na data em que se comemora a independência da Bahia, é para eles que os tambores tocam nos terreiros de candomblé. Nas tradições religiosas afro-brasileiras, os caboclos são reverenciados como seres encantados, afinal, já estavam aqui, eram os donos da terra, quando os africanos chegaram ao Brasil trazendo consigo os seus orixás.