REVISTA CARAS EM 2011

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis

terça-feira, 30 de maio de 2017

A AFINIDADE DE OSUN COM IYAMI OSHORONGÁ











Osun era rainha de um grande e rico território. Mas o país foi invadido pelos lonis, inimigos ferozes de Osun, que eram atraídos pela riqueza abundante e fabulosa. Conseguiram tomar todo território, saquearam tudo e fizeram muitos escravos.



Osun conseguiu fugir com a ajuda de seus fiéis servos e para não ser aprisionada, fugiu, aproveitando-se da escuridão da noite. Entrou numa jangada, junto com amigos e servos fiéis.
Na beira do rio fez uma oração à OBALOMIM, o Rei das águas doces, que ouvindo suas preces, mandou um séquito de enormes peixes dourados e vermelhos, nos quais conduziram a jangada com segurança, para longe dos inimigos.
Ao chegar na outra margem do rio, Osun, pediu as poderosas Iyás Oshorongás, que à livrasse do mal e desse de volta seu reino perdido.
Logo, um pássaro negro cantou bem perto dela: "abará, abará, abará". Era o pássaro das Senhoras dos Mistérios. Osun entendeu a mensagem e mandou que seus fiéis súditos, preparassem abará e os deixassem na beira do rio.
No dia seguinte, os invasores foram até a beira do rio, atraídos pelo cheiro gostoso que dali provinha. Avistaram as iguarias e resolveram experimentar.
Comeram exageradamente, pois estavam com muita fome e aquela comida era muito gostosa. Comeram tanto, que acabaram dormindo e no sono morreram.
Dentro do abará havia a magia poderosa das Senhoras Iyás Oshorongás.
Osun deu oferendas ao rio e as Grandes Senhoras. Voltando, ainda mais bela a reinar em "Osogbô".
ERI YEYÊ!

Compartilhe

WhatsApp Windows Gadget Pocket Flipboard Blogger Facebook Twitter Google+ LinkedIn Pinterest Addthis